Catalisadores de Bearish para Bitcoin Price

Esta semana, a Bitcoin está entre $9.050 e $9.500. Atualmente, estamos negociando pouco mais de $9.200 depois de ontem, o preço da Bitcoin caiu $150 em segundos na Bitstamp, negociando bem abaixo do resto do mercado.

No fim de semana, o mercado de Bitcoin Formula ficou quieto, com apenas cerca de $700 milhões em volume „real“ de negociação.

Esta variação não é boa para bitcoin, mas é alta para altcoins que já estão sentindo os verdes.

Segundo o comerciante Crypto Michael, até a BTC sair da faixa, „qualquer coisa entre US$ 8.500 e US$ 10.500 é tempo de recreio para altcoins, e isso pode durar mais alguns meses“.

Atualmente, o ativo digital está mantendo suporte acima da barreira de $9.000, e um avanço de $9.300 poderia empurrá-lo para $9.600.

Entretanto, os futuros de Bitcoin não estão com bom aspecto, e sua posição na CME é idêntica à da época em que o BTC caiu em março.

Entretanto, o analista FilbFilb não acha que „haverá uma lixeira como da última vez“.

Em março, o bitcoin caiu em linha com o resto dos mercados globais durante a pandemia de coronavírus que se espalhou. Atualmente, os mercados estão voando com as ações tecnológicas na liderança.

Riscos da cauda

Algumas pessoas ainda estão acompanhando o movimento do S&P 500 durante o acidente de 1929 com o atual, que ainda está em sincronia.

Embora os mercados estejam crescendo, o risco de inflação e pico nos casos de coronavírus continua sendo um risco de cauda.

Houve muitos dias em que alguns estados nos EUA continuam a ver um número recorde de novas infecções. Isto coloca ainda mais em risco uma reabertura suave.

Com o Fed usando medidas extraordinárias para estimular a economia, a inflação também está no radar dos especialistas. Embora um pico repentino não seja chamado, o estrategista do UBS Bhanu Bajwa sente que pode ser um cenário potencialmente prejudicial a longo prazo.

„Pensamos que a economia está atualmente longe de desencadear estas forças inflacionárias, mas com casos de COVID-19 a nível global e nos EUA ainda em ascensão, ainda não podemos descartar completamente este risco de cauda“, disse Bajwa. „Além disso, o aumento da inflação poderia acontecer rapidamente e com poucos avisos“.

A rodada adicional de verificações de estímulo, reduções de impostos, empréstimos PPP e aumento dos benefícios do seguro-desemprego pode ajudar nas perspectivas de inflação. E um pico de inflação não é bom para as ações. Ao invés disso, pode ser desastroso. Na década de 1970, a inflação dobrou para cerca de 11%, o que resultou em um declínio de 40% para o mercado de ações.

Entretanto, seria interessante ver como tal cenário, se acontecer, afetaria o bitcoin, que tem sido chamado de hedge de inflação por investidores bilionários como Paul Tudor Jones, mas permanece em alta correlação com a SPX.

Debacle do Tether

Outro catalisador em baixa para o bitcoin é a Tether, cuja empresa irmã Bitfinex deve enfrentar um processo de NY em um fundo roubado de US$ 800 milhões, como ordenado por um tribunal de apelação esta semana.

O co-fundador da Tether, Brock Pierce, que recentemente anunciou que está concorrendo para presidente dos EUA, disse que não tem certeza se a moeda estável será capaz de resistir ao último assalto dos reguladores e funcionários do governo.

„Tether é, creio eu, uma das inovações mais importantes na moeda, mas também parecia ser um dos negócios de maior risco“, disse Pierce à Bloomberg. Ele não está envolvido com o Tether desde 2015.

Ainda esta semana, os reguladores internacionais também recomendaram que as moedas estáveis devem tomar medidas maiores para evitar a lavagem de dinheiro e o financiamento do terrorismo.

„Trabalharemos com o GAFI (Grupo de Ação Financeira Internacional) e o ouviremos a fim de melhorar continuamente nossa função de conformidade à medida que estes mercados se desenvolvem“, disse Stu Hoegner, conselheiro geral para a troca de criptografia Bitfinex.

Ele também disse que as práticas de conformidade existentes já são as melhores do setor. Sobre o processo, ele apenas disse que a Bitfinex „respeita“ a ordem do tribunal.

Chinesischer Journalist teilt Bericht über COVID-19 über Ethereum, Bypassing Censor

Sarah Zheng, eine Journalistin der South China Morning Post, behauptete, es sei gelungen, ein Interview mit einem Arzt über das Coronavirus innerhalb des Ethereum-Netzwerks zu veröffentlichen, während in China alle online verbreiteten Coronavirus-bezogenen Inhalte zensiert wurden.

Laut einem von Zheng veröffentlichten Tweet wurden Dr. Ais Worte aus Wuhan (dem Epizentrum des COVID-19-Ausbruchs) dank der Verwendung der Ethereum-Blockchain zum Speichern des Inhalts im Netzwerk im Internet veröffentlicht.

Im Interview verwendete Bitcoin Superstar Methoden zur Vermeidung von Zensur

Das Interview wurde, wie The Straits Times berichtet , auch mit QR-Codes und absichtlichen Bitcoin Superstar Tippfehlern verschlüsselt, wobei trotz der Bitcoin Superstar Zensur durch die Kommunistische Partei Chinas Unterstützung in Bitcoin Superstar PDF-Dateien und Morsecode blieb.

Der ursprünglich in Renwu-Medien veröffentlichte Artikel wurde von der lokalen Messaging-Plattform WeChat gesperrt, sodass Benutzer ihn nicht weitergeben können. Zum Zeitpunkt der Drucklegung konnte Cointelegraph keine Live-Version des Interviews selbst finden.

Zu den verschiedenen Versionen des Interviews gehörte auch das Schreiben mit dem Hanyu-Pinyin-System, das das chinesische Alphabet in lateinische Zeichen übersetzt, sowie die Aufnahme von Emojis, um viele Wörter im Artikel zu ersetzen.

Bitcoin

Details zur zensierten Version des Interviews

Der zensierte Inhalt zitierte Dr. Ais Worte und erklärte, dass sie Gegenstand eines „beispiellosen und strengen Verweises“ durch die Behörden war, nachdem sie andere Ärzte im Dezember vor Tests gewarnt hatte, die an einem Patienten durchgeführt wurden, bei dem eine Coronavirus-Diagnose gestellt wurde.

Dr. Ai warnte die Ärzte, Vorsichtsmaßnahmen gegen das Virus zu treffen, was zu einigen Disziplinarmaßnahmen führte, die das Krankenhaus gegen sie ergriffen hatte.

Zum Zeitpunkt der Drucklegung hat China nach offiziellen Angaben der chinesischen Regierung mehr als 3.150 Todesfälle und fast 81.000 Infizierte verzeichnet .